Novidades

TEOR DE SÓDIO DOS ALIMENTOS

03/12/2012

O sódio é um elemento de origem mineral que unido ao cloro, forma o cloreto de sódio, conhecido como sal de cozinha. Está pouco presente nos alimentos de origem vegetal enquanto são encontradas altas concentrações nos alimentos de origem animal, como leite, carne, ovos e peixe. Em alimentos industrializados pode haver adição de sódio ou de outros ingredientes que contêm o mineral, como aditivos alimentares (conservantes, estabilizantes, realçadores de sabor, fermento etc), portanto, esses alimentos podem conter sódio mesmo sem a adição de sal.

O sódio é importante para manter o equilíbrio aquoso e ácido-básico do organismo, porém,em excesso, pode provocar hipertensão arterial, edema e problemas renais. Dessa forma, a redução do sódio na alimentação é de suma importância.Essa redução pode ser iniciada com atos simples, como a retirada do saleiro da mesa e substituição do sal por temperos naturais como ervas aromáticas, alho, cebola, pimenta, limão, vinagre e azeite para temperar e valorizar o sabor natural dos alimentos. O paladar se adapta bem à redução da quantidade de sal nos alimentos, assim, a diminuição gradativa do sal não afetará a percepção do sabor dos alimentos.

Segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a ingestão máxima de sódio deve ser de dois gramas diários, o equivalente a cinco gramas de sal. O brasileiro consome, em média, 12 gramas de sal por dia, mais do que o dobro do recomendado.

Em 2011, o Ministério da Saúde assinou termo de compromisso com a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA), a Associação Brasileira das Indústrias de Massas Alimentícias (ABIMA), a Associação Brasileira da Indústria de trigo (ABITRIGO) e a Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP) com a finalidade de estabelecer metas nacionais para redução do teor de sódio em alguns alimentos como macarrão instantâneo, pão de forma, maionese e biscoitos.

A Resolução RDC n. 360/2003, que foi harmonizada no MERCOSUL, estabelece a obrigatoriedade dos rótulos apresentarem a declaração padronizada do valor energético e das quantidades de carboidratos, proteínas, gordura total, gordura saturada, gordura trans, fibras alimentares e sódio contidos na porção do alimento. O valor diário de referência (VDR) adotado para o sódio é de 2.400mg.

Para o uso das alegações de conteúdo absoluto de baixo, muito baixo e isento de sódio, os alimentos prontos para o consumo devem fornecer no máximo 120mg, 40mg e 5mg de sódio por 100g ou ml, respectivamente. As alegações comparativas de redução de sódio podem ser utilizadas quando o alimento tiver uma redução mínima de 25% no seu teor de sódio e essa redução for equivalente a no mínimo 120mg de sódio por 100g ou ml do alimento.

Os alimentos com maiores teores de sódio são macarrão instantâneo, biscoitos, maionese, mortadela, queijo parmesão e hambúrguer bovino. Existe grande variação na quantidade de sódio entre alimentos de uma mesma categoria ou similares, portanto, a comparação das informações nutricionais dos alimentos de diferentes marcas e ou sabores é fundamental para a escolha daqueles com menor quantidade de sódio. O consumidor deve observar a rotulagem nutricional para identificar os alimentos embalados com menor teor de sódio e proteger a sua saúde e de sua família.

TEXTO RETIRADO DO INFORME TÉCNICO N. 50/2012 DA AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA.




Próximo Curso

Nenhum curso agendado no momento.

Facebook Linked    Rua Alvarenga Peixoto, 1408, sala 1206. Bairro Santo Agostinho. Belo Horizonte/MG. CEP 30180-121 - Fone: (31) 41412427 (31) 94419000

© Copyright - 2017 - Única

Agência Treis